Zagueiro é morto por assaltantes ao tentar prestar queixa em delegacia

Zagueiro é morto por assaltantes ao tentar prestar queixa em delegacia

Jogador foi roubado e depois executado quando iria registrar Boletim de Oco

Leia tudo

Jogador foi roubado e depois executado quando iria registrar Boletim de Ocorrência


Rio - Um jovem zagueiro foi morto na madrugada de domingo para segunda, quando estava a caminho da delegacia para tentar registrar um Boletim de Ocorrência em relação a um assalto que havia sofrido horas antes. Paulo Alex, de apenas 20 anos, foi executado a tiros e não resistiu aos ferimentos.

O jogador havia saído de casa, em Queimados, por volta de meia-noite, ao lado de um amigo, e voltou ao local por volta das 3 da manhã, informando que havia sido assaltado. Aí resolveu ir prestar queixa.

As informações da Polícia Civil indicam que Paulo Alex estava a caminho da delegacia, juntamente com seus familiares e o amigo que o acompanhava durante o assalto, quando os mesmos assaltantes passaram por eles e abriram fogo.

O zagueiro morreu na hora e outras duas pessoas ficaram feridas pelos disparos. Até o momento, os suspeitos não foram identificados.

Paulo Alex atualmente estava sem clube, mas teve passagens pelo sub-20 do Madureira em 2015 e também jogou pelo Riograndense-RS e Artul-RJ.



Posts Relacionados

.